terça-feira, 10 de janeiro de 2017

POLÊMICA - Ex-prefeito de Bom Sucesso pediu direito de resposta

O ex-prefeito Maurício de Castro, o "Ná do Açougue", de Bom Sucesso foi ao vivo nos estúdios da Rádio Nova Era e negou acusações feitas pelo atual prefeito "Raimundinho". Também afirmou que nunca mais será candidato
VÍDEO - Ouça no link de vídeo, a entrevista do ex-prefeito "Ná do Açougue"
Após pedir direito de resposta, o ex-prefeito Maurício de Castro, o "Ná do Açougue", de Bom Sucesso, esteve ao vivo nos estúdios da Rádio Nova Era, no dia 10 de janeiro, de 2017.  "Eu prometi que não daria mais entrevista e não falaria mais sobre prefeitura, mas eu não posso me calar diante das inverdades que aqui foram ditas pelo atual prefeito Raimundinho", afirmou o ex-prefeito. Ele contestou algumas informações, entre elas de que Bom Sucesso está quebrado com uma dívida de quase 4 milhões.  "Eu peguei o município com uma dúvida de R$2.471.000,00 (mais de dois milhões) e entreguei com a dívida de R$3.372.000,00, isso é correto, mas deixei R$1.610.000,00 em caixa; então se fizermos as contas, o paço municipal está devendo 700 mil a menos, do que quando eu herdei".  Maurício também negou que não tenha demitido os cargos de confiança e que contratou concursados de forma irregular, revelando que  chamou 50 pessoas que passaram no concurso, porque a própria Câmara, comandada pelo atual prefeito, o denunciou para que fizesse o certame; e que alguns dos exonerados, estão entrando na justiça e vão conseguir a reintegração. Sobre os comissionados, afirmou que apenas um deles, que é o único maquinista profissional da prefeitura, deixou sem exonerar e porque o próprio servidor disse que continuaria como funcionário. Da folha de pagamento, esclareceu que ficaram 800 mil para pagar, mas que na conta restaram 600 mil, parte dos recursos oriundos da repatriação que entrou no dia 31 de dezembro, de 2016, mas que os ex-prefeitos não conseguiram acessar ficando para os futuros gestores.   O político disse que nunca mais será candidato, e que esta é uma decisão que tomou porque é sempre foi uma pessoa verdadeira, sincera e que não aceita fazer conchavos, por isso, foi perseguido por 5 vereadores. Também acusou a Câmara de gastar, de forma desnecessária, 3 milhões durante um mandato de 4 anos, o que taxou de absurdo e precisa ser estancado. Para ouvir mais detalhes, click no link de vídeo.    - Para ouvir entrevista do atual prefeito, Raimundinho, motivo da polêmica, clique aqui - 

Nenhum comentário:

Postar um comentário